Conhecendo um bunker de Mussolini por dentro


Está pensando em viajar para Roma? Então certamente já colocou em seu roteiro uma passagem pelo Coliseu, Praça di Spagna e até uma esticada ao Vaticano. Mas que tal tentar algo diferente, que provavelmente a maioria (se é que já teve algum) dos seus amigos ainda não vivenciou? Se você se interessa por assuntos relacionados ao período histórico da Segunda Guerra Mundial, esse passeio não pode deixar de constar em seu roteiro em Roma. Estamos falando do Museu da Vila Torlonia, onde está o bunker preparado para receber Benito Mussolini em caso de ataque inimigo à capital italiana.


Mesmo aberto ao público desde 2015 o tour ainda não é um dos mais populares e por isso nem todo mundo conhece a riqueza que esta atração oferece. Além de literalmente entrar no local que fora preparado para servir de refúgio ao líder do regime fascista, o visitante terá a oportunidade de conhecer toda a Vila Torlônia, que serviu de residência do Duce na primeira metade do século XX. Nos jardins o visitante poderá ver diversos monumentos com referências do antigo Egito e referências maçônicas. A casa principal também é cercada de histórias, que são contadas com riqueza de detalhes pelos guias, que falam inglês, espanhol e, claro, italiano. Apesar de todo o encanto das cercanias, a grande atração da Vila é mesmo o bunker. O local foi adaptado de uma antiga adega e ali foi montado um grande escritório capaz de receber em segurança o ditador por um longo período de tempo, caso houvesse necessidade. O visitante terá a oportunidade de ver de perto até uma central telefônica (ultra moderna nos anos 40) que foi ali instalada, além de detalhes curiosos, como as máscaras de gás e todas as informações da cidade que o comandante teria ao seu dispor. Por mais que o bunker jamais tenha sido utilizado, a obra mostra o nível de preparação que os militares dessa época tinham. Como se não bastasse a riqueza histórica do bunker, os visitantes também se deparam com um mausoléu da época do Império Romano descoberto quando os trabalhadores realizavam o restauro da área.



A antiga área de equitação, onde Mussolini gostava de se exibir

O passeio não é dos mais procurados, mas é preciso fazer uma reserva antecipada para garantir sua vaga. Não deixe para última hora, pois em média o agendamento leva em torno de uma semana para ser confirmado. Se você tiver sorte, como eu tive, terá a oportunidade de realizar um tour exclusivo e ter ainda mais tempo de admirar esse grande tesouro. Mas mesmo que não consiga esse benefício, os grupos que fazem o passeio são de no máximo 20 pessoas. Você pode comprar o seu ingresso através do Trip Advisor, clicando nesse link .

Em resumo caso esteja indo à Roma, não perca a oportunidade de fazer esse magnífico passeio. Poucas vezes tive a possibilidade de ter contato tão próximo com um espaço histórico tão marcante como esse. Vale muito a pena! Estações de metrô mais próximas: Policlinico e Bologna Ponto de referência na região - Piazza Rio de Janeiro







8 visualizações
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo
  • Grey Spotify Ícone
  • Cinza ícone do YouTube