Dicas para planejar uma boa viagem



“Eu quero, mas não faço a menor ideia de como iniciar o planejamento de uma viagem”. Essa é uma constatação que muitos viajantes se fazem quando colocam na mente a ideia de viajar (seria uma viagem nas ideias?).

Em geral as sugestões de amigos próximos são as que mais influenciam aqueles que ainda não estão totalmente habituados às idas e vindas pelo mundão. Então, esse papo torna-se ainda mais importante, já que para essas pessoas, qualquer detalhe pode pesar muito em uma aventura por aí.


Tendo em vista que o estilo da viagem já esteja definido inicialmente (sim, tudo pode mudar), tente prever os pontos que precisam ser levados em conta. Clima, alta ou baixa temporada, cotação da moeda caso seja um passeio para o exterior. Esses pontos básicos são muito importantes, mas não são únicos. Me recordo de um conhecido ter garantido uma baita promoção para um destino, que após ter fechado o negócio, descobriu que o país passava por um surto de uma grave doença contagiosa e essa desatenção quase pôs tudo a perder em seu sonho de aventureiro.

Conhecer um pouco da história da região pode soar como um preciosismo, mas é um detalhe que também pode ajudar na hora da decisão. Será que um local que possui uma cultura extremamente machista será um destino interessante para um grupo exclusivamente feminino? Ou como que amigos que querem aproveitar a ocasião para terem a chance de beber e conhecer novas cervejas lidarão com a situação de estarem proibidos de consumir qualquer bebida alcoólica em locais diferentes que não seja o próprio hotel? Esses exemplos são exageros, mas não são irreais. Então, vale ficar atento.

Condições climáticas também são outras pegadinhas que muitas vezes passam batidas por quem está ansioso para fechar um interessante pacote, especialmente para aqueles que assumem o risco de definir tudo pela internet. Dezembro por exemplo costuma ser um mês de muitas chuvas em Portugal. Então, como fazer passeios ao ar livre nesta época do ano? Cidades praianas também precisam ter atenção redobrada pelo mesmo motivo. Provavelmente, ninguém sonha em conhecer um quarto de hotel e de lá não sair jamais.



Também busque ouvir recomendações de locais de confiança. Me recordo de quando atuava como guia de turismo que avisei para uma turista japonesa para não deixar sua ida ao Cristo Redentor para o último dia. Mesmo com o alerta ela me disse que esse seria o ponto alto de seu passeio e como não queria perder a ansiedade da visita fazia questão de guardar esse passeio para quando estivesse quase partindo. Enfim, no tal dia agendado caiu uma forte chuva e a japonesinha mal conseguiu ver a estátua mais famosa do Brasil e não teve como reagendar seu tour. Claro que não joguei na sua cara, mas não nego que a frase "eu te disse" veio à mente.

Na hora de fechar um voo, nem sempre o preço mais baixo significa o melhor negócio. Se atente às escalas e quanto tempo você levará se deslocando de um aeroporto para outro. Algumas vezes uma desatenção neste detalhe pode lhe custar um dia de férias e até dinheiro gasto sem necessidade (alimentação, transporte, entre outras possibilidades).

Já reparou na distância do hotel para a maior parte das atrações que estão em sua lista? Então do que adianta economizar uma pequena diferença de diárias, se você precisará gastar uma fortuna com transporte, já que sua escolha “baratinha” não lhe permite contar com o serviço público de metrô, por exemplo, ou táxi mais em conta? Como diz o ditado, muitas vezes o barato sai caro, sem contar no tempo que irá perder para se mover pela cidade.

Quem viaja com criança também precisa colocar o bom senso para trabalhar. Se a viagem é de avião, pode ser uma boa ideia, tentar fazer a reserva de lugar o quanto antes para evitar surpresas desagradáveis com assentos em locais pouco interessantes para os miúdos e também para quem está dentro da aeronave. Imagine se permanecer por 12h ao lado de um bebê chorando o tempo inteiro. Não é fácil para ninguém, mesmo sabendo que isso não cabe aos poderes de uma supermãe resolver. A culpa também não é da criança, mas podendo minimizar o incômodo é sempre bom.

Já deu para notar que existem muitos detalhes que precisam ser anotados para que não tenha nenhuma surpresa desagradável ao chegar ao seu destino final. Se você se antecipar aos detalhes terá todas as condições de não contar só com a sorte e ter momentos de puro prazer em seu passeio.

2 visualizações
  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo
  • Grey Spotify Ícone
  • Cinza ícone do YouTube